A polêmica de Confúcio

"Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás que trabalhar nem um dia na tua vida."

(Confúcio)

Espontaneamente, postei esta mensagem em uma rede social no dia 1º de maio em lembrança ao Dia do Trabalho. Isso deu o que falar! Alguns "curtiram", apoiaram e compartilharam com convicção. Mas como não é impossível agradar a todos, não demorou muito para a crítica aparecer. A interpretação da oposição foi bem modesta, mas sinceramente, não imaginei que poderia ter tamanha limitação. A mensagem foi lida como falta de comprometimento profissional e um trabalho levado como lazer de forma irresponsável.

Jamais respondi sobre a polêmica – até porque não faz meu estilo. Afinal, nem sempre quem cala consente. Quem cala, muita das vezes, prefere gastar energia com o que é mais importante.

O fato é que a crítica veio de um profissional que leva a tão ferro e fogo seu árduo trabalho que chega a ter depressão no final da tarde de domingo, porque faltam poucas horas para ele voltar à labuta!

Nascemos para ser feliz! Não para ter uma nuvem sombria sobre a cabeça! Então não permito este "pesar". A motivação que exercitei ao longo de poucos anos (por favor: poucos anos! rs) é um combustível natural. Seria hipocrisia da minha parte se eu afirmasse estar 100% alto astral. Por isso seleciono amigos, fazeres, lugares e tudo mais que me fazem bem e feliz. Dessa forma, no momento da adversidade, olho em volta do que eu permiti ter e me mantenho entusiasmada. Não só isso: selecionei as empresas por onde passei e elegi onde estou hoje.

Agradeço a Deus pela oportunidade de escolher. Agradeço a Deus por ter a capacidade de ser apaixonada: pela vida, pelo que faço, onde estou e aonde quer que eu vá.

Gosto da simplicidade com que Paulo Coelho resume:

"Podemos acreditar que tudo que a vida nos oferecerá no futuro é repetir o que fizemos ontem e hoje. Mas, se prestarmos atenção, vamos nos dar conta de que nenhum dia é igual a outro. Cada manhã traz uma benção escondida; uma benção que só serve para esse dia e que não se pode guardar nem desaproveitar. Se não usamos este milagre hoje, ele vai se perder. Este milagre está nos detalhes do cotidiano; é preciso viver cada minuto porque ali encontramos a saída de nossas confusões, a alegria de nossos bons momentos, a pista correta para a decisão que tomaremos. Nunca podemos deixar que cada dia pareça igual ao anterior porque todos os dias são diferentes, porque estamos em constante processo de mudança."

Então a decisão é nossa. A atitude também!

O que respondo quando recebo críticas corrosivas?

"Quando vires um homem bom, tenta imitá-lo; quando vires um homem mau, examina-te a ti mesmo."

(Confúcio)



Janiara de Lima Medeiros (Jani Medeiros)
Professora universitária
Facebook | Lattes